8 de out de 2009

Religulous: como copiar a idiotice dos religiosos

Ontem eu estava vendo um debate do Dawkins com um matemático chamado John Lennox. Obviamente, Lennox representava a visão dos cristãos sobre o livro "Deus, um Delírio" (recém lançado na época). Foi a primeira vez que vi um cientista cristão argumentar com respeito e coerência... meu conceito sobre os cientistas cristãos realmente subiu um pouco no fim dos videos.

(Quem tiver paciência pra ver os 11 videos, clique aqui para ver a primeira parte... vale a pena!)

Por outro lado, lembrei quase imediatamente de um filme que assisti logo que foi lançado, no fim de 2008:



Protagonizado por um humorista, esse é um daqueles documentários em tom de comédia que não tem graça nenhuma. As melhores partes são as que estão no trailer, o que me deixou decepcionado já com meia-hora de filme.

Bill Maher passa praticamente o filme todo zombando de pessoas simples, fazendo perguntas que todos fazem há anos, e interrompendo os entrevistados o tempo todo.

O tipo de atitude completamente mal-educada e truculenta. Característica marcante nas pessoas que querem defender um ponto de vista para o qual não se tem uma justificativa racional... e infelizmente Maher nesse filme faz a não-crença parecer um destes casos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Crítico? Nem pensar....

Anônimo disse...

eh um video onde prova o qnto os adoradores de deus sao idts

massah esse video

errosprimarios.blogspot disse...

Na verdade o que eu quis mostrar é que alguns ateus também acabam sendo radicais e intransigentes num debate aonde essas características são marcas registradas do lado religioso.

Enquanto no primeiro video (do link) o matemático John Lenox trata Dawkins com respeito e sobriedade, no segundo video Bill Maher trata os religiosos com truculência e desrespeito... uma clara inversão do que costumamos ver por aí.

Mas é isso, obrigado por comentar

Abração

Postar um comentário