24 de out de 2009

Como os Cultos Funcionam

Mais um video que saiu no blog Lost in the e-Jungle e legendei pra que os brasileiros também vejam.

Diane Benscoter fala um pouco sobre sua vida e como entrou para a seita do pastor coreano Sun Myung Moon, que levou ao maior suicídio coletivo da história humana.

Vale a pena assistir:

2 comentários:

Elisa disse...

Muito legal o vídeo! E a tradução está ótima.
De fato, o dualismo, as oposições binárias - certo/errado, bem/mal, nós/eles - servem pra justificar o injustificável: violência, agressão, exclusão, guerra... ao mesmo tempo em que são perigosas, proporcionam segurança: a ideia de um mundo estável, confortável, no qual "eu"/ "nós" detemos a verdade. É estagnação... Melhor o mundo do I ching, melhor ser uma metamorfose ambulante! Mas não dá pra ser ingênuo: o exercício de fugir do raciocínio dualista deve custar uma vida toda, ele está entranhado em nossa mente ocidental!
Bjs

errosprimarios.blogspot disse...

Elisa,

Não sei o que é I Ching, mas não acho que seja possível fugir do raciocínio dualista nem acho que o dualismo em si seja um problema.

No caso da divisão do mundo entre "nós" e "eles", que a Diane Benscoter fala nesse video, é algo muito comum por toda a parte, não só no ocidente.

No que diz respeito a esse dualismo em específico, acho que devemos sim eliminá-lo.
E isso é bem fácil de fazer racionalmente, já que é fácil constatar que somos todos humanos e igualmente propensos aos mesmos erros básicos.

É isso, valeu por passar aqui e comentar

Abração

Postar um comentário