19 de out de 2009

Pesquisadores Criam Buraco Negro de Bolso

Pelo menos era o que dizia o título de um artigo no site da revista Nature, publicado quinta-feira passada (15/10/2009).

Um buraco negro, a grosso modo, é como um planeta gigante compactado até ficar do tamanho de uma bola de gude. Como a força da gravidade exercida por um objeto depende da sua massa, um buraco negro possui uma gravidade tão forte que é capaz de atrair não apenas todos os objetos que estejam ao alcance do seu campo gravitacional, mas também a luz (por isso são "negros", toda a luz ao seu redor é absorvida pela gravidade).

Lembrando desta definição, dá de imaginar o estrago que faria um buraco negro que estivesse razoavelmente perto da terra, e pior ainda o que faria um mini buraco negro dentro da nossa própria atmosfera.

Por isso é fácil entender que todos os comentários no site da Nature, reclamavam do título da matéria, que fazia uma revista de séculos parecer ter a seriedade de uma edição de Caras.

Na verdade o que os pesquisadores fizeram foi uma espécie de "ressonador" magnético que suga microondas e a transforma em calor. Apesar de ser algo não tão impactante como um buraco negro de verdade, a descoberta tem inúmeras aplicações já imaginadas e muitas que provavelmente ainda serão pensadas (como nossa história mostra, às vezes levamos séculos para achar uma utilidade "inovadora" para uma novidade antiga).

Até o fim do ano, os pesquisadores Q. Cheng e T. J. Cui (que realizaram o estudo), pretendem fazer uma versão do dispositivo (que tem cerca de 20cm de diâmetro) que sugue não apenas microondas, mas também a luz visível.

Um fato importante, mas ofuscado pela falta de critério dos redatores do site que jogaram aleatóriamente as palavras "buraco" e "negro" na chamada mesmo sabendo que a descoberta é tão parecida com um buraco negro de verdade, quanto uma lâmpada em uma lanterninha a pilhas é parecida com o nosso sol.

Artigo na Nature (em inglês)
Mais sobre buracos negros

4 comentários:

Anônimo disse...

vc é um cabeçudo, reclama da revista mas faz o mesmo, muito burro.

CN disse...

Caramba. Olha a tecnologia stealth da "Normandy", nave do jogo Mass Effect aparecendo ai :)
Só falta agora descobrir o proprio mass effect :D

Fábio disse...

CN, o efeito de massa do Mass Effect tá longe ainda, mas a teoria tá pronta:
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=velocidade-dobra-possivel-dizem-fisicos

errosprimarios.blogspot disse...

CN, Fábio

Desculpa, mas não conheço esse jogo.
Vou dar uma googlada e ver se entendo do que vocês estão falando. Hehehe

De qualquer forma, obrigado por passarem aí e por terem comentado.

Abração

Postar um comentário